Professora Petronilha Beatriz Gonçalves e Silva será homenageada em Seminário na UFSCar

Prof. Dr. Petronilha Beatriz G. e Silva

Prof. Dr. Petronilha Beatriz Gonçalves e Silva

O Grupo de Pesquisa Práticas Sociais e Processos Educativos e a linha homônima do PPGE (UFSCar) realizam homenagem à professora Doutora Petronilha Beatriz Gonçalves e Silva por meio do “IV Seminário de Pesquisas em Práticas Sociais e Processos Educativos”. O evento será realizado na Universidade Federal de São Carlos nos dias 26/novembro e 3/dezembro de 2013.

Segue abaixo, programação do evento que é aberto à participação de todas as pessoas interessadas.

4_PSPE_Programação_2013. pdf

Anúncios

Gabriela Leite foi homenageada em São Paulo

Fonte: Jornal Beijo da Rua

Fonte: Jornal Beijo da Rua

“Foi calorosa, potente e pública a homenagem de sábado (26/10) a Gabriela Leite, em São Paulo, cidade onde nasceu e iniciou história de amor e coragem.” (Flávio Lenz)

Assim comenta Flávio Lenz acerca do evento realizado no Parque da Luz em homenagem à Gabriela Leite.  Como não podia deixar de ser, a homenagem às prostitutas e a memória de Gabriela Leite teve leitura de poemas, canções, performances e dança.

…………………………………

http://www.beijodarua.com.br/materia.asp?edicao=28&coluna=6&reportagem=919&num=1

 

Participação social de prostitutas é debatida no GT de Educação Popular da ANPED

DSC07943

A 36ª  Reunião Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPED) foi realizada na cidade de Goiânia, no campus da Universidade Federal de Goiânia (UFG)  e teve como temática central o sistema nacional de educação e a participação popular. A participação social de prostitutas foi debatida no GT de Educação Popular a partir da apresentação do trabalho “Participação popular e engajamento de prostitutas na luta por direitos” de autoria de Fabiana Rodrigues de Sousa (GETS).

APROSMIG realiza segunda edição do MISS PROSTITUTA

A Associação de Prostitutas de Minas Gerais (APROSMIG) realizou a segunda edição do Miss Prostituta.  O evento foi realizado, em Belo Horizonte, no entorno da rua dos Guaicurus (a mais tradicional zona de prostituição da capital mineira). São 23 hotéis, bares, cabines de filmes eróticos, cinemas, saunas e cantinas frequentados por cerca de 4.000 profissionais do sexo.

O evento faz parte do festival Dia Sem Preconceito realizado no Shopping UAI, no qual participam diversos grupos sociais que são alvo de preconceito e discriminação, tais como evangélicos, indígenas, travestis, transexuais, prostitutas, afrodescendentes, etc. O objetivo do evento é promover a união entre esses grupos e lutar pelo fim do preconceito.  O evento foi realizado em dois dias, 27 e 28 de setembro. Na primeira noite foi realizado o concurso Miss Pantera Transex e na segunda noite o Miss Prostituta.

DSC07365

A abertura do concurso Miss Prostituta se deu com um desfile da grife DASPU – criação ligada à ONG DAVIDA (organização de prostitutas da cidade do Rio de Janeiro coordenada por Gabriela Leite – uma das lideranças do movimento de prostitutas no Brasil). A apresentação do Miss Prostituta foi realizada pela artista Elke Maravilha.

Cida Vieira (presidente APROSMIG), apresentadora Elke Maravilha e Laura (vice-presidente APROSMIG).

Cida Vieira (presidente APROSMIG), apresentadora Elke Maravilha e Laura (vice-presidente APROSMIG).

A campeã do Concurso Miss Prostituta 2013 foi a mineira de  18 anos  que adota a alcunha “Camila”.  Ela é oriunda da cidade de Entre Rios de Minas, concluiu o ensino médio e pretende cursar Enfermagem.  As demais premiadas foram: Patrícia e Mary (respectivamente, segundo  e terceiro lugar no Concurso Miss Prostituta). Patrícia também recebeu o prêmio Miss Simpatia e Rosa recebeu os títulos de Miss Fotogênica e Miss Elegância.

Vencedora do Concurso Miss Prostituta 2013

Vencedora do Concurso Miss Prostituta 2013

APROSMIG promove segunda edição do Miss Prostituta – Festival Dia Sem Preconceito

Segunda edição do Festival Dia Sem Preconceito movimenta a capital mineira com palestras, shows e desfiles que reforçam o respeito às diferenças; evento será realizado, nos dias 27 e 28 de setembro, no UAI Shopping no centro da cidade. O evento é resultado de uma parceria entre a APROSMIG (Associação de Prostitutas de Minas Gerais), ASSTRAV (Associação de Travestis de Minas Gerais) e o UAI Shopping.

Como parte do festival será realizada o II Miss Prostituta. A primeira edição desse concurso foi realizada pela APROSMIG, em 2012, e teve como objetivo exigir respeito e regulamentação do ofício da prostituta.

2 fetival dia sem preconceito_Aprosmig_shoppingUai

Para mais informações: https://www.facebook.com/festivaldiasempreconceito

Filme “Um beijo para Gabriela” será exibido no Cine Pagu

Nesta quinta-feira (20 de junho),  o Cine Pagu exibirá o filme “Um beijo para Gabriela” de Laura Murray.  O filme retrata a campanha de Gabriela Leite, em 2010, à deputada federal. Gabriela foi a primeira prostituta de quem se tem notícia a concorrer a um mandato no Congresso Nacional brasileiro.  Para mais informações sobre o filme acessar: http://www.umbeijoparagabriela.com

Após exibição do filme será realizada uma mesa redonda com a presença da diretora Laura Murray, da Gabriela Leite (ativista do movimento nacional de prostitutas e fundadora da grife DASPU) e do antropólogo José Miguel Olivar (pós-doutorando, pesquisador do Núcleo PAGU e autor do livro “Devir Puta: políticas da prostituição na experiência de quatro mulheres militantes”).

Cine Pagu - Um beijo para Gabriela

 

 

 

 

V Marcha pelo reconhecimento do trabalho sexual é realizada em Lima – Peru

2 de junho

Celebrando o dia 2 de junho como Dia Internacional do Trabalho Sexual, a Associação de Trabalhadoras Sexuais Miluska Vida e Dignidade, o Movimento de Trabalhadoras Sexuais do Peru e a Mesa LTGB e TS de Lima Metropolitana convocaram a V Marcha pelo reconhecimento do trabalho sexual.  As e os participantes se concentraram no Campo de Marte e seguiram pelas avenidas do Centro Histórico até a Praça San Martín.

@s participantes enfatizaram o reconhecimento do trabalho sexual como um direito trabalhista. Um dos lemas que marcou a marcha foi  “Chega de estigma e discriminação!” A marcha foi uma oportunidade de sensibilizar a comunidade sobre as distintas agressões e abusos policiais que sofrem constantemente @s trabalhador@s sexuais, pois as normas legais não têm garantido a proteção e os direitos desse segmento social.

Segue, abaixo, vídeo da Marcha:

 

_____________________________________

Fonte: http://www.ciudadaniasx.org/?09-peru-se-realizo-en-lima-la

Entradas Mais Antigas Anteriores