Campanha em defesa de Isabel – prostituta militante perseguida por denunciar violência policial no Rio de Janeiro

A organização Davida, o projeto de extensão Observatório da Prostituição e a organização Justiça Global divulgam campanha destinada a arrecadar fundos para assistir Isabel, prostituta brasileira que está escondida desde que se manifestou contra as graves violações de direitos cometidas pela polícia do Rio de Janeiro em uma das ações policiais mais violentas* contra a prostituição ocorrida em Niterói, em 23 de maio deste ano.

Isabel é a única vítima do “23 de maio” que deu testemunho público sobre as violações de direitos humanos que ela e suas colegas sofreram. P0uco tempo depois de pronunciar-se publicamente, ela foi sequestrada por quatro homens que a cortaram com uma navalha, lhe roubaram seu documento de identidade, lhe mostraram fotos de seu filho e lhe disseram para permanecer quieta, caso contrário, perderia a vida. Desde então, Isabel está escondida e sem possibilidade de trabalhar para sustento próprio e de sua família.

Segue link da campanha:

http://cienagadebocachica.blogspot.com.br/2014/07/campana-en-apoyo-prostituta-militante.html

———————————————–

* Para saber mais sobre o que ocorreu na ação de 23 de maio consultar:

http://redlightr.io/100-sex-workers-illegally-arrested-robbed-and-raped-near-rio/

http://odia.ig.com.br/odia24horas/2014-04-02/prostitutas-param-o-transito-por-uma-hora-na-avenida-amaral-peixoto-em-niteroi.html

Garota de programa Lola Benvenutti lança livro “O prazer é todo nosso”

A garota de programa Lola Benvenutti conhecida por narrar em seu blog experiências vivenciadas no exercício da prostituição lançará em agosto livro intitulado “O prazer é todo nosso” pela editora MosArte.

De acordo com matéria lançada no jornal Folha de São Paulo, o livro apresenta não apenas relatos dos programas realizados por Lola, mas também a defesa da autora da liberdade sexual que afirma “faço o que faço porque gosto, porque sou mulher, porque sou humana e tenho o direito de traçar o meu próprio caminho.”