Marco Ano Cultural Paulo Freire

A Reitora da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Margareth Diniz, e o Vice-Governador da Paraíba, Rômulo Gouveia, participaram da abertura do Marco Ano Cultural Paulo Freire, no Auditório da Reitoria da UFPB.

A mesa foi composta pela Reitora, Vice-Governador, Secretária de Educação do Estado da Paraíba, Márcia Lucena, Secretária de Educação do Estado do Rio Grande do Norte, Betânia Leite Ramalho e o representante da Cátedra Unesco na Educação de Jovens e Adultos (EJA), Timothy Denis Ireland, tendo todos assinado o termo de convênio para construção do Observatório da EJA.

marcoAnocultural3

Logo após a assinatura do convênio, a Secretária de Educação Márcia Lucena propôs o descomposição da mesa para iniciar a segunda parte com a apresentação de vídeo sobre a Campanha de Educação Popular da Paraíba (CEPLAR), além de conferência com o coordenador do Círculo de Cultura, professor Marcos Guerra e, em seguida, o professor Timothy Ireland falando sobre a CEPLAR e as 40 horas de Angicos aos dias atuais.

O Marco Ano Cultural 2013 – A Cultura Freireana na Educação de Jovens e Adultos no Estado da Paraíba foi escolhida aproveitando o transcurso do aniversário de Paulo Freire, declarado Patrono da Educação Brasileira desde 2012. O evento também marca os 50 anos da aplicação da pedagogia do educador na Paraíba.

 Fonte:  Ascom-Reitoria (Fernando Caldeira/Jéssica Azevedo-estagiária) – Disponível em: http://www.ufpb.br

APROSMIG promove segunda edição do Miss Prostituta – Festival Dia Sem Preconceito

Segunda edição do Festival Dia Sem Preconceito movimenta a capital mineira com palestras, shows e desfiles que reforçam o respeito às diferenças; evento será realizado, nos dias 27 e 28 de setembro, no UAI Shopping no centro da cidade. O evento é resultado de uma parceria entre a APROSMIG (Associação de Prostitutas de Minas Gerais), ASSTRAV (Associação de Travestis de Minas Gerais) e o UAI Shopping.

Como parte do festival será realizada o II Miss Prostituta. A primeira edição desse concurso foi realizada pela APROSMIG, em 2012, e teve como objetivo exigir respeito e regulamentação do ofício da prostituta.

2 fetival dia sem preconceito_Aprosmig_shoppingUai

Para mais informações: https://www.facebook.com/festivaldiasempreconceito

Linha de pesquisa Práticas Sociais e Processos Educativos realiza seminário aberto na UFSCar

SEMINÁRIO ABERTO DA LINHA DE PESQUISA PRÁTICAS SOCIAIS E PROCESSOS EDUCATIVOS
Como parte do processo seletivo do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da UFSCar, será realizado no dia 10/09/2013 (terça-feira) o seminário aberto da Linha de Pesquisa Práticas Sociais e Processos Educativos. O seminário tem por objetivo divulgar as pesquisas, autores de referência e temáticas da referida linha de pesquisa. O evento ocorrerá a partir das 9hs, na sala 182 do AT8 (área sul da UFSCar) e será aberto a todas as pessoas interessadas em prestar o processo seletivo nesta linha.

 logo_pspe

Suíça cria ‘caixa do sexo’ para proteger prostitutas

A Suíça – país onde a prostituição é legalizada – criou a chamada ‘caixa do sexo’ que consiste em um local seguro para prostitutas e demais pessoas que exercem prostituição atenderem a clientela. Trata-se de pequenas garagens de madeira, no estilo drive in, que possuem banheiros, armários, mesa para café e chuveiro. Há também um botão do pânico que pode ser acionado pela prostituta caso haja necessidade de intervenção de seguranças que fazem ronda no local.

Caixas do sexo - Suíça (Foto: AP).

Caixas do sexo – Suíça (Foto: AP).

A manutenção das caixas é feita com o dinheiro das próprias prostitutas que pagam US$ 43 (R$ 102, aproximadamente) anualmente e mais US$ 5,40 (R$ 12,90, aproximadamente) por noite de utilização.

 Fonte: http://br.noticias.yahoo.com/para-proteger-prostitutas–su%C3%AD%C3%A7a-cria–caixas-do-sexo–181546124.html