Timothy Ireland participará de evento sobre EJA na UFSCar

No dia 28 de novembro, das 18h30 às 20h30, será realizado o evento “A Educação de Jovens e Adultos em tempos de transição – para onde navegaremos?”, no Teatro de Bolso  (área sul da UFSCar). A atividade é promovida pelo Departamento de Teorias e Práticas Pedagógicas (DTPP), em parceria com a linha de pesquisa Práticas Sociais e Processos Educativos (PPGE – UFSCar) e contará com a a participação do Professor Timothy D. Ireland, da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) que discutirá, a partir de sua experiência, a Educação de Jovens e adultos, o cenário atual e perspectivas para a área no Brasil. 

Timothy Ireland é responsável pela área de EJA da Unesco

Graduado em Letras pela Universidade de Edimburgo (Escócia), com Mestrado e Doutorado em Educação de Adultos pela Universidade de Manchester (Inglaterra), Timothy D. Ireland é professor do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFPB, desde 1979. Foi Assessor para Assuntos Internacionais da UFPB de 1993 a 2004, e vice-presidente e presidente nacional do FAUBAI. Foi um dos fundadores e coordenou o Projeto Escola Zé Peão, um projeto educacional para operários da construção civil, em João Pessoa , durante 14 anos. Ajudou a criar o Fórum de Educação de Jovens e Adultos do Estado da Paraíba em 1999, que coordenou até 2004. De 2004 a 2007, foi Diretor Nacional de Educação de Jovens e Adultos na Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (SECAD) do Ministério da Educação, em Brasília. De 2008 até 2011 trabalhou na Representação da Unesco no Brasil onde coordenou a organização da VI Conferencia Internacional de Educação de Adultos (CONFINTEA), realizada em Belém (Pará) em 2009, pelo lado brasileiro. Atualmente, coordena a Cátedra da UNESCO de Educação de Jovens e Adultos na Universidade Federal da Paraíba (João Pessoa, Brasil).

Haverá certificado para participantes e as inscrições devem ocorrer no local do evento.

 Tod@s são convidad@s!

Trabalho sexual é discutido em palestra ministrada por Jose Lopez Riopedre na UFSCar

O pesquisador espanhol Jose Lopez Riopedre (Doutor em Sociologia, professor da UNED/ Lugo – Espanha e professor visitante no Núcleo PAGU/Unicamp) ministrou palestra sobre o processo de vitimização da mulher trabalhadora sexual migrante. A atividade fez parte de Seminário de Aprofundamento de Estudos promovido pelo Grupo de Pesquisa Práticas Sociais e Processos Educativos (UFSCar) e foi realizada na quarta-feira (21.11.12), às 16h, na Universidade Federal de São Carlos.

O evento contou com a participação de professoras e estudantes (de graduação e de pós-graduação) da UFSCar, mulheres promotoras legais populares e  representante do Conselho Municipal da Mulher.  A conversa entre as pessoas participantes destacou a relevância de considerar as prostitutas como interlocutoras nos espaços de discussão sobre a prática da prostituição e de problematizar as consequências da abordagem vitimizante que, em vez de favorecer a busca por direitos tende a obscurecer o reconhecimento dessas mulheres como sujeito.

Domila, Petronilha, Jose L. Riopedre, Wal, Fabiana

Poesia de Solano Trindade – OLORUM EKÊ

Selecionei essa poesia para homenagear o dia 20 de novembro – Dia da Consciência Negra. Viva a nossa negritude, hoje e sempre!

Arte-final de Omar Vinole.

OLORUM EKÊ (SOLANO TRINDADE)

Olorum Ekê

Olorum Ekê

Eu sou poeta do povo

Olorum Ekê!

A minha bandeira

É de cor de sangue

Olorum Ekê

Olorum Ekê

Da cor da revolução

Olorum Ekê

Meus avós foram escravos

Olorum Ekê

Olorum Ekê

Eu ainda escravo sou

Olorum Ekê

Olorum Ekê

Os meus filhos não serão

Olorum Ekê

Olorum Ekê

 …………………………………………………

 Solano Trindade é um dos maiores poetas brasileiros, nasceu em Recife/PE em 1908 e faleceu no Rio de Janeiro em 1974.  Fez o curso propedêutico da Academia de Comércio do Recife. Foi operário, funcionário público federal, pintor, poeta, ator e teatrólogo. Junto com sua esposa Margarida da Trindade, terapeuta ocupacional, e Edson Carneiro, sociólogo, fundou o Teatro Popular Brasileiro. Publicou: Poemas de uma vida simples, 1944; Seis tempos de poesia, 1958;  Cantares ao meu povo, 1961, dentre outras obras (Fonte:  SANTOS, L.C; GALAS, M.; TAVARES, U. (org). Antologia da poesia negra brasileira: o negro em versos. São Paulo : Moderna, 2005).

VII Parada do Orgulho LGBT será realizada em Araraquara

Amanhã, dia 18 de novembro, será realizada a VII Parada do Orgulho LGBT.  O tema para este ano é “Viva cidadania e fora a homofobia”.  O evento é uma realização do Programa de DST/Aids do município de Araraquara e da Secretaria Municipal da Cultura em parceria com a ONG RNP+Sol, GASPA – Grupo de Apoio e Solidariedade ao Portador do Vírus HIV Aids – e Assessoria Municipal de Políticas Públicas para Diversidade Sexual.  A animação do evento será feita pela drag Queen são-carlense Bia Karan.

A concentração da Parada terá início a partir das 14h, em frente ao Teatro Municipal. Às 16h deve ocorrer a abertura oficial da Parada. A passeata percorrerá a Avenida Bento de Abreu e o encerramento será na Praça Scalamandré Sobrinho, em frente à Arena da Fonte.

Edição da Parada de 2011, em Araraquara.
Fonte: http://www.araraquara.sp.gov.br

 

O processo de vitimização da mulher prostituta será tema de Seminário na UFSCar

SEMINÁRIO DE APROFUNDAMENTO DE ESTUDOS: EL PROCESO DE VICTIMIZACION DE LA TRABAJADORA SEXUAL MIGRANTE

O Grupo de Pesquisa Práticas Sociais e Processos Educativos convida tod@s a participar do Seminário de Aprofundamento de Estudos, em que discutiremos o processo de vitimização da mulher prostituta.

Palestrante: JOSE LOPEZ RIOPEDRE, DOUTOR EM SOCIOLOGIA, PROFESSOR DA UNIVERSIDADE NACIONAL DE EDUCACIÓN A DISTANCIA (UNED – CA LUGO/ESPANHA) E PROFESSOR VISITANTE (NÚCLEO PAGU). Áreas de pesquisa: dinâmicas na indústria do sexo na Espanha, fluxos migratórios, processos judiciários e pânico moral, dentre outros.

O evento é gratuito e aberto a todas as pessoas interessadas.

DATA: 21 DE NOVEMBRO às  16 HORAS.

LOCAL:Sala 2 do Departamento de Metodologia de Ensino- DME. Localizado atrás do prédio do Centro de Educação e Ciências Humanas- CECH, na área sul da UFSCar.

Para mais informações contatar: e-mail fabianalhp@yahoo.com.br (Fabiana R.Sousa/Coordenadora do GETS)

Vivência Coletiva Clownesca no Ponto de Cultura Encontralhaços (São Carlos)

Seguindo nas atividades do Ponto de Cultura Encontralhaços, no próximo 10/11/12 haverá um encontro de artistas presentes passados e futuros. Nesta ocasião, quem aparecer lá pela sede da ONG Ramudá na Chácara Santa Rosa, vai poder brincar de colocar o nariz vermelho e sonhar junto em meio a bexigas e o canto dos pássaros. (Fonte: http://teatrodescalco.wordpress.com/2012/11/07/como-sonha-seu-palhaco).

Professor Paulo Sérgio do Carmo discutirá história da sexualidade na USP/São Carlos

Na próxima segunda-feira (12.11.12), no Anfiteatro Jorge Caron (USP/São Carlos – campus 1), às 19h, será realizada palestra sobre história da sexualidade do Brasil no último século. A palestra será ministrada pelo professor e sociólogo Paulo Sérgio do Carmo, autor do livro “Entre a Luxúria e o Pudor” que aborda assuntos como festas, surubas, orgias, colônia de troca de casais, masturbação, sexo grupo, anal, oral, etc.

Para mais informações sobre o livro consultar post  de 24.01.12:

https://grupodeestudostrabalhosexual.wordpress.com/2012/01/24/entre-a-luxuria-e-o-pudor-livro-aborda-vida-sexual-dos-brasileiros/

Realização: Grupo de Som e GAP.

Mil faces de um homem leal – Racionais Mc’s homenageiam Marighella

“O gosto amargo da injustiça queima as entranhas, sangra o coração, exige o conduto político para não perder-se na revolta individual ou na abnegada fatalidade do destino”  (FREI BETTO, In: Batismo de Sangue).

Além do aniversário da cidade de São Carlos, 4 de novembro, também é aniversário póstumo de Carlos Marighella.  A noite de 4 de novembro de 1969 é narrada por Frei Betto, na obra O Batismo de Sangue, por meio da clássica partida de futebol, no estádio do Pacaembu, na qual o Corinthians impede o tão sonhado milésimo gol do Pelé, ao vencer por 4×1 com dois gols de Rivelino! Numa partida com portões abertos, estima-se que cerca de 65 mil pessoas estavam presentes e, no intervalo do jogo, ouviram a notícia da execução de Marighella.  Conforme narra Frei Betto: “De súbito, um ruído metálico de microfonia ressoou pelo estádio. Um ajustar de ferros puxados por corrente elétrica. Cessaram as batucadas, silenciaram as cornetas, murcharam as bandeiras em torno de seus mastros. O gramado vazio aprofundou o silêncio curioso da multidão. O locutor pediu atenção e deu a notícia, inusitada para um campo de futebol: Foi morto pela polícia o líder terrorista Carlos Marighella.”

Filho do operário Augusto Marighella – imigrante italiano da região de Emília – e da baiana Maria Rita – descendente dos negros haussás, escravos africanos trazidos do Sudão, sempre rebeldes à privação da liberdade – Carlos tornou-se militante e lutou contra o regime militar. Foi membro do PCB (Partido Comunista do Brasil) e fundou a ALN (Ação Libertadora Nacional). O programa básico do movimento dirigido por Carlos Marighella propunha, dentre outros objetivos, “derrubar a ditadura militar” e “formar um governo revolucionário do povo”; “expropriar os latifundiários” e “melhorar as condições de vida dos operários, dos camponeses e das classes médias” e “acabar com a censura, instituir a liberdade de imprensa, de crítica e de organização”.

O grupo de rap Racionais Mc’s lançou, recentemente, a canção “Mil faces de um homem leal” que homenageia Marighella como líder popular. Segue abaixo o vídeo que traz frases do próprio Mariguella gravadas originalmente quando ele e seus camaradas tomaram a Radio Nacional para transmitir mensagens subversivas. O clipe também faz homenagem aos Panteras Negras e aos movimentos sociais brasileiros.