AMMAR divulga comunicado sobre medida “antitráfico” de Córdoba

Apresento uma tradução própria de um comunicado emitido pela AMMAR (Associação de Mulheres Meretrizes da Argentina) frente à medida adotada pelo Governo de Córdoba com intenção anunciada de combater o tráfico de seres humanos. Todavia, mais uma vez podemos observar que nas entrelinhas da intenção anunciada se oculta uma estratégia que reforça a invisibilidade social que recai sobre as pessoas que exercem trabalho sexual.

Comunicado de AMMAR frente à medida antitráfico adotada pelo Governo de Córdoba

Buenos Aires, 24 de julho de 2012 – Diante da nova medida adotada pelo Governo de Córdoba de oferecer passagens gratuitas às trabalhadoras sexuais para que voltem a seu lugar de origem, a AMMAR rechaça tal iniciativa e denuncia que, mais uma vez, querem invisibilizar as pessoas que prestam serviços sexuais. Longe de nos perceber como mulheres adultas e com poder de decisão,  nos tratam como seres incapazes; em vez de aceitar que somos pessoas trabalhadoras, que somos uma realidade.

Nós da AMMAR dizemos BASTA a essa tendência de querer nos ignorar! Por mais que nos escondam, por mais que nos releguem a espaços determinados, ainda quando pretendem nos dar viagem gratuitas a qualquer destino para que outros se ocupem de nós, vamos seguir existindo, vamos continuar saindo em busca de pão para nossas famílias, vamos seguir TRABALHANDO, e vamos continuar reclamando por nossos direitos.

Mais uma vez demonstram a ausência de compromisso para respeitar os direitos das trabalhadoras sexuais. Em vez de enfrentar a realidade, pretendem maquiá-la, ocultá-la e até mesmo varrê-la às províncias irmãs. AMMAR reclama uma vez mais pelo reconhecimento de direitos para as pessoas maiores de idade que por vontade própria exercem trabalho sexual.

A luta contra o tráfico de pessoas e exploração do trabalho sexual demanda necessariamente o empoderamento de quem exerce o trabalho sexual, por meio do reconhecimento de direitos como trabalhador@s. É necessário gerar um entorno seguro para quem trabalha nesta atividade para que seja possível gozar de mínimas garantias que permitam que a denúncia seja feita sem que se coloque em risco a própria vida.

TRABALHO SEXUAL NÃO É IGUAL A TRÁFICO DE PESSOAS!!!


NECESSITAMOS DE POLÍTICAS PÚBLICAS PARA AS TRABALHADORAS SEXUAIS AUTÔNOMAS!!!  

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: