Morre o ex-jogador Sócrates: no silêncio da dor e no grito de alegria

O ex-jogador de futebol Sócrates Brasileiro Sampaio de Souza Vieira de Oliveira – o Doutor Sócrates, como sempre foi conhecido pelos torcedores – morreu na madrugada do dia 4/dezembro, em decorrência de uma infecção intestinal.

Dono de um talento raro e consagrado como um dos maiores jogadores da história do futebol – jogou no Botafogo de Ribeirão Preto, no Corinthians, na seleção brasileira, no Fiorentina da Itália, dentre outros times – Sócrates também ganhou notoriedade por suas posições políticas – participou da Democracia Corintiana e da campanha das Diretas Já.

Sócrates foi o símbolo da Democracia Corintiana

No Corinthians, liderou o movimento intitulado Democracia Corintiana que modificou o cotidiano dos atletas, ao propor que os jogadores atuassem não apenas em campo, mas que também participassem de discussões políticas do clube referentes a assuntos como contratações, escalação do time, locais e formas de concentração, etc. Para Sócrates, o jogador não deveria ser percebido apenas como corpo-máquina a ser submetido excessivamente a exercícios físicos visando a obter maior rendimento, sem que fosse considerada sua vida social. Ele defendia que a posição de que o jogador também precisa pensar, isto é, precisa reconhecer as questões e temas de sua época e engajar-se na luta para transformar sua realidade, obtendo assim sua autonomia.

Jogador, doutor, magrão, antes de tudo um sonhador que fazia a leitura do futebol procurando alimentar a utopia de que um outro mundo é possível.  Tal como destaca Xico Sá, em matéria publicada no jornal Folha de São Paulo, Sócrates “não sossegava com sua ideia de país na cabeça. Desde a campanha das ‘Diretas Já’ até hoje. O futebol era sempre uma forma de ler o que rolava no mundo, não o jogo. O Magrão não tinha mais tanta paciência com o futebol feio, mas sonhava com a boniteza da torcida do Corinthians.”

E por coincidência, foi assim que ele se foi, em meio à festa da torcida corintiana pela conquista do pentacampeonato brasileiro, entre choros e risos, no grito de alegria e no silêncio da dor, na certeza de que o sonho continua e que nele sempre estará presente o ensinamento do doutor Sócrates de que contextos favoráveis a busca pela libertação precisam ser forjados, tal como o atacante que se movimenta em direção ao gol criando espaços em meio à zaga da equipe adversária.  Sentiremos saudades Magrão!!!

assistir.htm?video=socrates-idolo-do-corinthias-e-do-futebol-brasileiro-04028D193262CC992326

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: